Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \21\-00:30 2011

Forte São Tiago da Misericórdia, Sede do Museu Histórico Nacional

Forte São Tiago da Misericórdia, Sede do Museu Histórico Nacional

O Museu Histórico Nacional localiza-se na Praça Marechal Âncora, centro do Rio de Janeiro. O local onde se encontra era primitivamente uma ponta de terra que avançava sobre as águas da baía de Guanabara, entre as praias de Piaçaba e de Santa Luzia. Nessa ponta, os portugueses ergueram, em 1603, o Forte de São Tiago da Misericórdia, ao qual se acrescentou a Prisão do Calabouço (1693) – destinada a escravos faltosos -, a Casa do Trem (1762) – depósito do “trem de artilharia” (armas e munições) -, o Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro (1764) e o Quartel (1835).

Na década de 1920, a ponta do Calabouço foi aterrada e reurbanizada para acolher a “Exposição Internacional comemorativa do Centenário da Independência do Brasil”. Para integrar o evento, as edificações do antigo Arsenal de Guerra foram ampliadas e embelezadas, com decoração característica da arquitetura neo-colonial.

Em 12 de outubro de 1922 foram abertas ao público, compreendendo o “Palácio das Grandes Indústrias”, um dos pavilhões mais visitados da exposição, e duas galerias do Museu Histórico Nacional, criado em agosto daquele ano pelo então presidente da República, Epitácio Pessoa (1919-1922), visando dotar o país de um museu voltado para a História do Brasil, tornando-se assim, um dos principais Museus do Brasil.

Atualmente o Museu ocupa todo o conjunto arquitetônico da antiga ponta do Calabouço, constituindo-se no mais importante museu histórico do país e em expressivo centro gerador de conhecimento. Abrigou o primeiro curso de Museologia do país, mantendo-se até aos nossos dias como referência para a constituição de importantes museus brasileiros.

Acervo conta história do país

O acervo aberto à visitação se divide em várias exposições, permanentes e temporárias. Entre as exposicões permanentes estão:

  • O Pátio dos canhões, que guarda a coleção de canhões do museu e reúne exemplares de Portugal, Inglaterra, França, Holanda e do Brasil; foi a primeira exposição do país a ter legendas em braile;
  • A exposição Portugueses no Mundo, que mostra o processo de colonização e seus desdobramentos econômico-culturais, composta de peças ligadas à navegação, às monoculturas de cana-de-açúcar e café, à mineração, à chegada da corte portuguesa no Brasil e à imigração do século XIX;
  • A exposição Do Móvel ao Automóvel: transitando pela História, que mostra 29 peças como cadeirinhas, carruagens, berlindas e os primeiros automóveis a circular no Rio de Janeiro. Uma das raridades dessa exposição é o carro Protos, pertencente ao Barão do Rio Branco e um dos dois únicos existentes no mundo.
Dom Pedro II - Delfim da Câmara

Detalhe do retrato de D. Pedro II feito por Delfim da Câmara

Além das exposições, o museu possui o maior acervo numismático e filatélico da América Latina, com cerca de 127.000 peças, entre moedas, cédulas, selos, carimbos, sinetes, medalhas e ordens honoríficas. Há várias peças raras, como a moeda Peça da Coroação, com tiragem de apenas 64 exemplares, cunhada a mando do Imperador Dom Pedro I para comemorar sua coroação, em 1822, a medalha de homenagem a Louis Pasteur, bulas dos Papas Clemente VI (século XIV) e Júlio II (séculos XV e XVI) e a Insígnia Imperial Ordem da Rosa, criada para perpetuar a memória do segundo casamento de Dom Pedro I com Dona Amélia de Leuchtenberg.

Assista o vídeo abaixo e faça uma visita ao museu!

Museu Histórico Nacional

Endereço: Praça Marechal Âncora – Próximo à Praça XV – Centro – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 25509220 / 25509224

Visitação: De 3- a 6- Feira – das 10h às 17:30 h | Fechado às 2- feiras | Sábados, Domingos e Feriados – das 14:00h às 18:00 h

Ingressos: R$ 6,00 (seis reais)

Maiores informações no site oficial do MHN

Fonte: Wikipedia

Read Full Post »

Fachada do Museu de Arte Sacra de São Paulo

Fachada do Museu de Arte Sacra de São Paulo

Museu de Arte Sacra de São Paulo é uma das principais instituições brasileiras voltadas ao estudo, conservação e exposição de objetos relacionados à arte sacra. Localiza-se em São Paulo, na ala esquerda do Mosteiro da Luz, recolhimento de religiosas fundado em 1774 por iniciativa de Frei Galvão. O mosteiro é a única edificação colonial do século XVIII em São Paulo a preservar seus elementos, materiais e estrutura originais. Encontra-se inserido em meio à última chácara conventual urbana do país. Foi tombado como monumento arquitetônico de interesse nacional em 1943, pelo então SPHAN (atual IPHAN) e, posteriormente, pelo Condephaat.

Mantido por um acordo entre o Governo do Estado e a Arquidiocese de São Paulo, o museu foi fundado em 1970. Abriga um dos mais importantes acervos de arte sacra do Brasil, acumulado pela Mitra Arquidiocesana ao longo do século XX, com peças provenientes de antigas igrejas de todo o país. A coleção, também tombada pelo IPHAN, abarca obras brasileiras e estrangeiras produzidas a partir do século XVI, com especial ênfase na imaginária do período colonial e várias obras de artistas exponenciais como AleijadinhoFrei Agostinho da PiedadeFrei Agostinho de JesusMestre ValentimMestre AtaídeAlmeida Júnior e Benedito Calixto.

Aleijadinho - Nossa Senhora das Dores

Detalhe da obra de Aleijadinho (1730-1814) Nossa Senhora das Dores, séc. XVIII

O setor de pintura do Museu de Arte Sacra conserva um vasto núcleo de obras, provenientes do Brasil e de outros países, abarcando uma grande diversidade de temas e tendências pictóricas. São peças de pintores anônimos e obras produzidas por artistas renomados, executadas entre os séculos XVI e XX.

Museu de Arte Sacra de São Paulo

Endereço: Av. Tiradentes, 676 – Luz – São Paulo

Telefone: (11) 5627-5393

Visitação: De terça a domingo das 10 às 18 horas (bilheteria até as 17:30). Entrada Grátis aos Sábados.

Visite o site oficial do Museu de Arte Sacra de São Paulo

Veja uma lista completa dos Museus do Brasil

Fonte: Wikipedia

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: