Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Notícias’ Category

Em comemoração ao centenário do músico, compositor e ator Mário Lago, festejado este mês, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro em parceria com a Casa de Rui Barbosa realizam na próxima quarta-feira, dia 23, a partir das 10h, o seminário “Mário Lago: Um século de presença política e cultural”, em Botafogo. Além de um dia inteiro dedicado a discussões sobre sua vida e obra, o encerramento fica por conta de Chamon e Mariozinho Lago, que fazem um show inspirado em canções do poeta.

O evento, que acontece no auditório da Casa de Rui Barbosa, trará para a mesa de debate nomes como o de Rosa Maria Araujo (historiadora e presidente do MIS-RJ); Gracindo Jr. (ator), Graça Lago (filha de Mário Lago), Sérgio Cabral (jornalista, escritor e pesquisador de música popular brasileira), entre muitos outros. A partir das 18h30, o programa passa para as mãos dos músicos Chamon e Mariozinho Lago, que farão um espetáculo chamado de “’Causos’ e canções”. No repertório, clássicos como “Ai, que saudade da Amélia” (parceria de Lago com Ataulfo Alves), “Numero Um” (com Benedito Lacerda), “Braço é Braço” (com João Roberto Kelly e Nelson Barbosa) e outros.

Programação

10h – Abertura

10h30 – Mesa 1 – Mário Lago e o Rio de Janeiro
Coordenação Rosa Maria Araujo (presidente do Museu da Imagem e do Som)
Mônica Velloso (pesquisadora da FCRB, autora de Mário Lago: boemia e política)
Tania Brandão (crítica de teatro, professora de Teoria e História do Teatro na UniRio)
Hugo Sukman (jornalista e escritor)

14h – Mesa 2 – Mário Lago e a política
Coordenação Christiane Laidler (diretora de pesquisa da FCRB)
Sônia Virgínia Moreira (jornalista, co-autora de Rádio Nacional: o Brasil em sintonia)
Gracindo Jr. (ator)
Walter da Silva Bezze (tabelião e ex-militante político)

16h – Mesa 3 – Na rolança do tempo: memória e boemia
Coordenação Rachel Valença (vice-presidente do Museu da Imagem e do Som)
Graça Lago (filha de Mário Lago)
Sérgio Cabral (jornalista, escritor e pesquisador de música popular brasileira)
Modesto da Silveira (advogado)
18h30
“Causos” e canções de Mário Lago
Show com Chamon e Mariozinho Lago

Programa Musical (show com Chamon e Mariozinho Lago)
Nada Além (Custódio Mesquita/ ML)
Faça de Conta (Custódio Mesquita/ ML)
Meu Rio, meu vício (Braguinha/ ML)
Atire a primeira pedra (Ataulfo Alves/ ML)
Ai, que saudade da Amélia (Ataulfo Alves/ ML)
Será (ML)
Devolve (ML)
Fracasso (ML)
Numero um (Benedito Lacerda/ ML)
Foi (ML)
Fazer um céu (ML)
Dá-me tuas mãos (Roberto Martins/ ML)
Braço é braço (João Roberto Kelly/ Nelson Barbosa/ ML)
Não tem mais jeito (Mario Lago Filho/ ML)
Aurora (Roberto Roberti/ ML)

Serviço:

Casa de Rui Barbosa (auditório)
Rua São Clemente, 134, Botafogo, Rio de Janeiro
Entrada franca
Capacidade do auditório: 280 lugares
Informações: (21) 3289-4640

Fonte: Fundação Museu da Imagem e do Som

Read Full Post »

O Núcleo Experimental de Educação e Arte do MAM Rio, criado pelo Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro em parceria com  a Petrobras e a Unimed-Rio, apresenta uma série de atividades em novembro, voltadas a todos os públicos.

De terça a quinta, nos dias 8, 9 e 10 de novembro, será realizado o seminário internacional “Reconfigurações do Público: Arte, Pedagogia e Participação”, um evento transdisciplinar que discutirá as perspectivas de atuação dos museus, instituições e espaços culturais alternativos no século 21. O evento, que terá mesas-redondas, oficinas e grupos de estudos, discutirá de que maneira artistas, curadores e educadores podem responder às demandas atuais da sociedade. Parceria com o departamento de educação e o programa internacional do The Museum of Modern Art – MoMA, New York, a Casa Daros Rio e o  Projeto Pedagógico da 8ª Bienal do Mercosul.

Às quartas-feiras, às 16h, serão apresentadas as “Conversas nas Exposições”, com experiências compartilhadas a partir da mostra “Louise Bourgeois: o retorno do desejo proibido”, em cartaz no museu até o dia 13 de novembro de 2011. Aos sábados, às 13h, será Genealogias do Contemporâneo, comrelações entre os artistas Cildo Meireles, Antonio Manuel e Wesley Duke Lee e também com a exposição da Elisa Bracher: ponto final sem pausas.

As “Ações Móveis”, com conversas, ateliês e jogos interpretativos em diferentes espaços do museu, provocando no público experiências com arquitetura e diferentes linguagens artísticas, serão realizadas aos sábados, às 15h.

Aos domingos, será realizado o “Território Descoberto”, às 13h, com diálogos entre o museu, o seu entorno e a cidade, a partir da arquitetura, da exposição do acervo e dos jardins, e o “Programa em Família”, às 15h, com conversas, ateliês, jogos e experiências onde adultos e crianças podem viver o museu de forma lúdica e criativa a partir da arquitetura, do jardim e das exposições.

No dia 26 de novembro, sábado, às 15h, serão realizados os “Encontros Multissensoriais”, que reunirão pessoas cegas entre os visitantes do museu, para a troca de experiências.

Saiba mais sobre a programação completa do evento clicando aqui.

Fonte: Jornal do Brasil

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: